Seg, 17 de julho de 2017, 21:09

Centro Representativo Independente de Arquitetura (CRIAR) Promove a VII Semana de Arquitetura e Urbanismo (SEMANAU).
VII Semana de Arquitetura e Urbanismo

Ocorreu na terça-feira (11/07) a abertura da VII Semana de Arquitetura e Urbanismo no Campus de Laranjeiras da Universidade Federal de Sergipe (UFS). O evento teve como tema: Suburbanos: Resistência do direito a cidade, que representa as pessoas que são marginalizados pela sociedade, a minoria que são excluídos pela forma de como a cidade formal é produzida.

A mesa de abertura foi conduzida pela professora Sara Lucia Alves do Departamento de Arquitetura e Urbanismo (UFS), que abordou o direito a cidade, falando sobre as conquistas que o direito a cidade trouxe, como a constituição de 1988, o estatuto da cidade, o rebatimento dessa legislação na cidade e como esse direito é observado no espaço urbano brasileiro. Trouxe também uma reflexão sobre a luta dos movimentos populares, da participação popular, da gestão democrática em prol de um bem coletivo, de uma cidade mais justa mais igualitária que abrace cada vez mais as pessoas e assim amenizem as desigualdades e a segregação no espaço.

O evento contou com a participação de membros dos movimentos sociais que atuam no estado de Sergipe como Dalva, Jorge Edson e Jack do MOTU, Alexis do Movimento Não Pago e Ana Cristina da Marcha Mundial das Mulheres.

A palestra “Quem produz essa cidade” buscou sair da visão da academia de pesquisa do que é cidade, do que é resistência e o direito a cidade, para a visão da pratica por luta por moradia e o direito da cidade, buscando ouvir pessoas que agem em movimentos sociais a exemplo do “Motu” (Movimento Organizado dos Trabalhadores Urbanos) que busca a luta e resistência no espaço urbano, por moradia digna para as pessoas e o Movimento “Não Pago” que busca melhorias no transporte público. A mesa buscou trazer um debate sobre qual o papel do estado, quem é que produz a cidade, quem é realmente o dono da cidade e que faz a cidade acontecer.

Sobre a experiência do evento o visitante e integrante do Motu Samuel Santos de Jesus, relata: “Estou gostando muito do evento e achando o tema “suburbanos” muito interessante, pois como convivo em uma ocupação sei muito bem o que isso significa, fiquei muito feliz pelo convite pois nem sempre temos a oportunidade de participar de eventos que buscam tratar dos nossos interesses”.

Felipe Severino, estudante do 7 º período de Arquitetura (UNIT) também comentou sobre o evento: O debate desse tema é de grande importância para que possamos dialogar mais, pois infelizmente a sociedade atua pouco dentro dos interesses da cidade, vimos sempre as ações das empresas, dos políticos, e a sociedade sempre ficando de fora, precisamos construir uma cidade que atenda mais a diversidade das pessoas, e esse tipo de evento age como facilitador para que essas ideias possam estar sendo discutidas, os organizadores do evento estão de parabéns, e que eles proporcionem mais eventos como esse”.

O evento continuou até a sexta 14 de julho com palestras e oficinas que aconteceram tanto em Laranjeiras como no município da Barra dos Coqueiros.


Atualizado em: Seg, 17 de julho de 2017, 21:28
Notícias UFS
Avaliação
UFS é destaque no Enade 2016
Enfermagem e Nutrição (ambos de Lagarto) e Fisioterapia (Aracaju) obtiveram nota máxima; veja nota de outros cursos