Seg, 31 de julho de 2017, 21:08

Mobilidade urbana para Ciclistas e Pedestres
Debate sobre mobilidade urbana em Aracaju

No ultimo dia 25, a Universidade Federal de Sergipe, campus Laranjeiras, ofereceu uma palestra sobre mobilidade urbana, com foco em ciclistas e pedestres. A palestra foi ministrada pelo professor César Matos do Departamento de arquitetura e Urbanismo (DAU) e pelo geógrafo Waldson Costa, e teve como objetivo motivar os estudantes, o ambiente acadêmico e os pesquisadores para que eles se aprofundem sobre o que é estabelecido socialmente, buscando trazer um olhar diferenciado sobre a cidade, a mobilidade urbana oferecida e de que maneira o cidadão entende e convive na cidade. Foi discutido também a falta de mobilidade na cidade de Aracaju, mostrando pontos onde há existência ou não de mobilidade urbana, tendo um grande foco nos deficientes e nos recursos que podem ser usados para a melhor convivência dos mesmos na sociedade.

Aracaju é uma cidade grande e a falta de mobilidade e transtornos no trânsito é notável, para amenizar o número de ciclistas vem aumentando, mas não é solução para o trânsito. Segundo o geógrafo Waldson, a solução para o trânsito e menos carros na rua seria o investimento no transporte público, que é eficiente, “barato”, seguro e rápido. Pensando assim, numa estrutura de transporte que favoreça as pessoas e pensar na intermodalidade, que seria a possibilidade do cidadão poder se movimentar em vários meios como, andar um trecho de ônibus, outro de bicicleta, de carona, fazendo assim com que o pedestre tenha outras opções de transportes e não só o automóvel como é visto hoje.

Ao falar sobre os deficientes e como eles são desapercebidos pelo poder público, Waldson e César mencionaram que o motivo disso é porque os deficientes são minoria, no sentido de que eles são esquecidos, não são vistos com o olhar diferenciado nem dão a devida importância a eles. Fala também que a cidade deve ser projetada para eles, se estiver preparada para os deficientes os demais cidadãos terão uma cidade equilibrada e sustentável.

A palestra contou também com a presença do vereador Lucas Aribe que é deficiente visual. Ele comentou que esse tipo de debate é muito importante porque os cidadãos não olham para a cidade com a importância que realmente deveria ser dada, critica a falta de visão coletiva do significado de uma calçada, uma rua, uma ciclovia e considera adequado trazer esse assunto para o ambiente acadêmico. Sobre a acessibilidade ele fala que não vem avançando como deveria, no sentido de tornar a cidade apreciável, mas ressalta que vem avançando nas discursões. Menciona a importância da conscientização, eliminando a barreira da atitude, que limita qualquer investimento na melhoria da acessibilidade.

O evento foi finalizado com comentários sobre a melhoria e o aplicativo (Aracaju Acessível) que recentemente foi desenvolvido com o objetivo de tornar a cidade mais acessível.

Ascom - Lar


Professor César Matos falando sobre trânsito na grande Aracaju
Professor César Matos falando sobre trânsito na grande Aracaju
Waldson Costa falando sobre mobilidade urbana, ciclovias e acessibilidade
Waldson Costa falando sobre mobilidade urbana, ciclovias e acessibilidade
Lucas Aribe, vereador de Aracaju e deficiente visual falando sobre acessibilidade
Lucas Aribe, vereador de Aracaju e deficiente visual falando sobre acessibilidade
Notícias UFS
Avaliação
UFS é destaque no Enade 2016
Enfermagem e Nutrição (ambos de Lagarto) e Fisioterapia (Aracaju) obtiveram nota máxima; veja nota de outros cursos